Casais: parem de usar plaquinhas machistas no seu casamento!

Acompanhando diariamente publicações, fotos e novidades sobre o universo do casamento, nós, aqui n’O Amor É Simples ficamos muito felizes em ver certas atitudes (como essa) e muito tristes em ver algumas outras.

Somos 100% adeptas do casamento simples, com menos ostentação e protocolos, e o que mais importa: olho no olho, carinho, abraços entre familiares e amigos e o AMOR compartilhado.

Depois da “moda” terrível de congelar borboletas para enfeitar o altar, tem me incomodado um pouco ver placas como essa na entrada de igrejas e cerimônias em geral:

Placa da dama de honra com piada :(
Placa da dama de honra com piada 🙁

 

A pergunta é: algum homem casa obrigado nesse planeta?

Sim, em geral é a noiva que organiza cada detalhe do casamento. Sim, a família da noiva em geral se envolve ou se empolga mais, mas NÃO, ninguém deveria casar obrigado* e NÃO, celebrar o casamento não é um sonho apenas feminino.

Nós recebemos várias fotos e e-mails das noivas contando como está sendo a organização do casamento e, muitas vezes, os noivos estão lá pintando garrafas, organizando as contas e ajudando com a decoração da festa.

Quantos casamentos são possíveis de ver em todas as partes do Brasil, onde a família toda se envolve, desde os docinhos da festa até o vestido de noiva?

E é assim que tem que ser! Celebrar a união de um casal é algo tão importante e bonito. Qual a graça em fazer tudo sozinha como se isso fosse um sonho ou obrigação somente da noiva?

Colocar frases dando a entender que o noivo está casando por obrigação ou que “ainda dá tempo de fugir” não tem graça nenhuma e reforça um comportamento machista que muitas de nós lutamos diariamente pra acabar. Colocar a mulher em um papel de desespero, como se casar fosse a única coisa importante que ela irá fazer na vida é depreciar este sonho tão bonito – para o casal e para quem se importa com eles. Colocar o homem em uma situação de conforto, como se só dependesse dele a escolha de estar ao lado dela, e não dos dois, não é engraçado. Não mesmo.

Placa dos aios
Placa dos aios

A entrada da noiva é um momento tão lindo, em que todos que estão presentes se emocionam e comemoram. Não é preciso mais nada a não ser o brilho nos olhos entre os noivos e entre aqueles que estão ao redor do casal.

Para não acabar esse post #chatiada, coloco aqui fotos de cerimônias emocionantes e lindas, para provar que não precisamos de mais nada quando existe amor. E o noivo pode chorar sim! 🙂

Noivo emocionado! (Fonte: vestidodossonhos.com.br)
Noivo emocionado! (Fonte: vestidodossonhos.com.br)

 

Noivos emocionados! (Fonte: o nosso casamento)
Noivos emocionados! (Fonte: o nosso casamento)

 

Família emocionada! (foto entretenimento.r7.com)
Família emocionada! (foto entretenimento.r7.com)

 

Pai emocionado! (casamento-noiva.com.br)
Pai emocionado! (casamento-noiva.com.br)

 

*** Esse post foi escrito por Laís Ribeiro, uma das fundadoras d’O Amor é Simples.

* Esta parte do texto foi editada. Infelizmente, gostaríamos que ninguém se casasse obrigado neste planeta. Mas não é a realidade de muitas crianças e meninas (a grande maioria mulheres, por que será?). A UNICEF estima que hoje existam mais de 700 milhões de mulheres que tenham se casado obrigadas e ainda muito jovens – antes dos 15 anos.


Postado por O Amor é Simples
Vestidos para noivas que acreditam na simplicidade do amor.

35 Comment

  1. Samara Cruz says: Responder

    Ufa! Finalmente alguém que compartilha do meu sentimento. Realmente, muito desnecessário essas plaquinhas reforçando crença de que o homem não gostaria de estar se casando.

  2. Adorei! Parabéns pelo texto!

  3. Ana Claudia Konichi says: Responder

    Oi, Laís, adorei o post e concordo plenamente! No meu casamento, a gente levou uma lousinha e giz e os convidados escreviam as mensagens! Foi super barato, muito bacana e todo mundo se divertiu e participou! Se quiser, posso mandar algumas fotos! Bj e parabéns pelo blog!

  4. Loli says: Responder

    Quanto mimimi!
    A noiva vai usar o raio da plaquinha que ela quiser.
    Se você acha machista, não gosta, e não quer usar, NÃO USE!
    Assim como nenhum noivo é obrigado a casar, nenhuma noiva é obrigada a escolher essas plaquinhas dentre centenas.
    Pare de querer cagar regra com o teu feminismo na vida dos outros.

  5. Bárbara says: Responder

    Acho engraçado… “Somos adeptas do casamento 100% simples, sem ostentação”, “t me incomodado ver placas como essas”. Sente incomoda não use no seu
    Cada um faz no próprio casamento o que bem entende e isso é da conta dos noivos e de mais ninguém. Vocês, feministas não são adeptas do “meu corpo, minhas regras”? Pois bem, meu casamento, minhas regras. Não gosta? Te incomoda? Problema seu.

  6. Talita Fernandes says: Responder

    Noooooossa, achei que eu era a única que pensava assim (# diferentona rsrs). Agora falando sério… Desde que essa moda das plaquinhas sobre o marido fugir, e muitas vezes justificando que o pai da noiva é bravo, eu já me decidi que não quero começar meu casamento com uma postura de desigualdade… Plaquinhas assim não dá. Post ótimo!

  7. Acho que talvez uma plaquinha do tipo “Noivo, não chora” seja mais linda e mais condizente com o amor igualitário, o casamento “consensual”.

    Convenhamos: a mulher muitas vezes planeja o casamento, mas se o homem não esperasse por esse dia, por quê é ele a pedir a mão dela? 🙂

  8. Juliana Beckett says: Responder

    Amei o post. O machismo é algo tão implícito na sociedade, que muitas vezes as próprias mulheres aceitam como algo “engraçado, bonitinho”. Sou uma das felizes noivas que não usaram essas plaquinhas e que teve todo o apoio e interesse do noivo na organização do casamento. Meu marido inclusive me ajudou até a escolher os meus sapatos! Parabéns pelo texto.

  9. Normalmente sonho de casar é da Mulher e a plaquinha não deixa de ser uma brincadeira apenas…simples assim…para que levar tudo ao pé da letra??? outro detalhe desde quando os noivos tem tempo para sozinhos organizar um casamento??? é obvio que precisam de ajuda…..e receber pessoas sem uma organização é o caus….pense nisso!!

  10. Tudo é machismo nesse planeta agora. kkk Não gosto das plaquinhas também, mas não acho que seja machismo Brasil. kkk Aliás, é coisa de mulher essas ideias aí! Vamos rever nossos conceitos. kkkk

  11. nani says: Responder

    Moça. ..parabéns!
    Vc me representa.

  12. Jaira Santana says: Responder

    Parabéns, pelo post. a muito tempo venho questionando isso mais parecia que eu estava sozinha. Parecia que só eu estava vendo que muitos estavam depreciando um momento tão especial. Agora posso continuar questionando sabendo que mais pessoas pensam como eu. Mais uma vez Parabéns.

  13. Andressa says: Responder

    Que matéria mais idiota, não pode fazer nada que é marxista. Época mais chata em que estamos vivendo, tudo é motivo de algo escroto. É só ironia nas frases meu Deus, desde da época das cavernas quando pessoas casavam falava pro noivo “não foge não” mas é brincadeira, daqui a pouco vamos virar robô por gente tão idiota!!!

  14. Lídia Torres says: Responder

    Muito bem. Casei no tempo em que não existia nada disso, o grande momento da entrada da noiva era ver a emoção dela e do casal quando se encontrava. Acho isso tudo uma grande balela e cada vez mais está se deixando de lado o principal no casamento, que é o amor.

  15. Elber says: Responder

    Bom, sim, muitos homens casam obrigados. Existe uma pressão social enorme para que ocorra o casamento depois de um tempo de namoro. Não sou contra o casamento, só acho que a maioria dos homens prefeririam que fosse outro modelo de casamento ou que não houvesse tanta urgência, a menos que tivessem planos de fazer filhos logo e condições financeiras para isso.

  16. Letícia LIra says: Responder

    Não curto as placas que estão sendo usadas nas entradas dos casamentos. pelas frases e porque virou modismo.

  17. alexandre says: Responder

    Perfeito! Sempre achei um absurdo, como se o homem estivesse ali na mais pura obrigação. Uma invenção mais lamentável que a outra.

  18. Vanessa B. Vargas says: Responder

    Eu concordo! Não usei em meu casamento, ele estava ali por livre e espontânea vontade, não queria passar a mensagem de que ele estava ali forçado a ponto de querer fugir a qualquer momento e precisar ser convencido a ficar somente por “minha beleza”, sou muito mais que aparência e ele se apaixonou também por minhas qualidades e defeitos. Acho que essa placa “Foge não, ela está linda” além de passar a mensagem de que o noivo está alí forçado, resume a mulher à aparência .
    Também odeio aqueles topos de bolo com um cara todo acorrentado, sempre reforçando a ideia de que o cara foi arrastado e a mulher tá ali pedindo, implorando para conseguir casar.

  19. Gabi says: Responder

    Nunca vi homem casar obrigado. Em compenção ainda existen mulheres ou pior meninas q são obrigadas a casas. :/ Fim as plaquinhas!!!

  20. Daniela says: Responder

    Post perfeito. penso exatamente assim.

  21. Amanda says: Responder

    É apenas uma brincadeira, não há nada de errado nisso. Se há o casamento é porque se te amor e respeito um pelo outro e todos presentes sabem disso. ”Papel de desespero”? calma aí, se ele esta ali no altar esperando pela noiva é porque ele a ama, e se ela vai até lá é porque ela sabe que quer passar o resto da vida ao lado dele, isso não é desespero, é amor! O machismo esta em vocês que viram sujeira onde não tem! Exato, lutamos muito todos os dias para termos igualdade, temos situações a todo instante que realmente merece atenção. Existem problemas machistas REAIS lá fora, e tem gente se preocupando com uma brincadeira entre duas pessoas que se amam? Por favor.

  22. Luana Castro says: Responder

    Casais, façam o que vocês quiserem! O casamento é de vocês, ninguém tem nada com isso! Se vocês acham as placas legais, usem e abusem. Nenhuma blogueria pode dizer o que vocês devem ou não fazer, simples assim!

  23. Vanessa says: Responder

    Eu ainda incluiria aquelas malditas placas e hashtags de #gameover acho o fim

  24. Excelente artigo. Nesse e em outros momentos as colocações machistas são frequentes no casamento. Já fotografei algumas onde o próprio celebrante abusa de comentários machistas e isso é imperdoável. É preciso mudar esse cenário o quanto antes.

  25. Parabéns pelo post!!!
    Eu nunca havia pensado dessa forma mas é a mais absoluta verdade.

  26. Bruna de Moura Santos says: Responder

    O casamento é algo diferente á cada pessoa, desde religiões, costumes, crenças, inovação etc.
    Se eu quiser por na minha placa: La vem a sua gordinha.
    Vai gerar mimimi, mas o casamento é meu e eu coloco o que eu quiser. Não é machismo, é uma brincadeira, se para você não tem graça, para outras tem. Respeitem.

  27. Tiago Costa says: Responder

    Eu até curto e apoio a ideia de igualdade, direito e deveres entre homens e mulheres. Mas escrever uma matéria sobre plaquinhas de casamento é forçar a barra. O casamento é um ato de amor, de cumplicidade, de duas pessoas adultas que escolheram ficar juntas. A escolha das placas cabe aos noivos, e se a mulher se sentir ofendida, claro que não vai permitir isso. E não será plaquinhas que vão “reforçar” o comportamento machista. Reforçar de quem? Noivo? Que é adulto e já passou a fase de receber influências de coisas tão mínimas quanto uma PLAQUINHA no dia do casamento, de festa e felicidade?? Eu acho que existem tantas formas de defender as mulheres, de tentar criar um mundo sem violência e injustiças pra elas, que se apegar a plaquinhas de casamento é bobagem, busca por algum motivo é “vamos lá, isso me soa machista, vamos combater!”, sem considerar se isso é essencialmente relevante para um movimento bacana como o direito igualitário entre gêneros. Pode até ser que por atitudes pequenas (e irrelevantes), em anos, o mundo se torne melhor para as mulheres, mas será em BEM MAIS TEMPO do que um combate à violência de uma forma real (física, verbal, psicológica…) do que uma “apologia” ao machismo. Existem projetos de leis, políticas sociais, direitos cerceados, discriminação ativa, falta de atendimento medico, especializado que merecem mais atenção que plaquinhas de casamento.

  28. […] Uma das sócias d’O Amor é Simples fez um post há algumas semanas sobre alguns tópicos um tanto quanto tabus para muita gente, envolvendo os homens, atitudes machistas e o casamento. Veja aqui. […]

  29. […] parem de usar placas machistas no […]

  30. […] já falamos por aqui que existem algumas práticas machistas em cerimônias de casamento, como é o caso das plaquinhas que brincam que o noivo vai fugir. Quando escrevi sobre isso, nós recebemos muito (mais muito!) apoio, e também algumas críticas. […]

  31. Jessica says: Responder

    Gostam de casamentos simples e talz, mas ditam regra no casamento dos outros. Como assim? Agora não pode plaquinha porque o politicamente correto não permite?
    Eu acho que cada casal tem que fazer o que der na telha e pronto!
    Geralmente essa plaquinha é pra ser bem humorada, não tem nada a ver com machismo.
    “Ah, tá vendo a mulher defendendo machismo? É porque tá enraizado na sociedade… ” nada disso. Eu sou super bem favor dos noivos fazerem o que bem quiserem e NINGUÉM tem direito de dizer o que é certo ou errado nisso.
    Se for de comum acordo dos noivos brincarem assim, não venham enfiar o politicamente correto de vocês nos outros!
    Quem não gosta, não usa placa. Simples assim.

  32. Rita says: Responder

    Quanto mimi!!! Meu marido quis a cerimonia de casamento , tanto ou mais casar do que eu… Não usamos plaquinhas, mas não seria o fato de ter usado uma dessas que mudaria algo de nosso casamento (não da festa, mas do que vem depois que é o que verdadeiramente importa). Do que adianta deixar de usar placa que diz x ou y, se na relação o comportamento é machista (tanto masculino quanto feminino). Acho que os noivos, na medida que não prejudiquem ninguém e nada (caso das borboletas) devem fazer aquilo que tem vontade no seu casamento. Não quer?!? Não faça!! Agora de certo vao querer condenar os bonequinhos de noivos em que o noivinho está fugindo e a noiva atrás o segurando pela gravata, laçando, etc. Deixem as pessoas serem felizes ao seu modo.

  33. Érika says: Responder

    Olá! Sou antropóloga, fiz minha tese doutorado sobre o mercado de casamentos no Brasil. É, obviamente um mercado super heteronormativo, cheio de esteriótipos de gênero que limitam homens e mulheres. É também um universo fascinante e que pode oferecer experiências tão felizes quanto encontrar um vestido de noiva que reflita nossa personalidade. Parabéns pela coragem de fazer esse post sobre como o machismo nosso de cada dia pode se esconder em pequenos “detalhes”.

    1. Oi Érika, obrigada por seu comentário!
      Adoraríamos ler sua tese, como podemos encontrar? Você poderia mandar o caminho para contato@oamoresimples.com.br, por gentileza? Um abraço.

  34. Delicado o assunto, mas acho totalmente relevante sim! Minha opinião tá: acho machista sim! e é uma questão cultural! está implícito na brincadeirinha da placa, mas vem de cultura machista, de muitos anos na nossa história! pq o Noivo ainda poderia fugir? pq não a Noiva? ela também teria essa chace, não é? Trabalho com Eventos, sou Cerimonialista e acho que poderiam usar tantas outras frases bacanas, tipo: Meu amor, já estou chegando! ou, Vc é o homem mais lindo desse mundo!.. Sei lá, algo mais romântico, e quem sabe até engraçado, já que é para tornar mais informal…Acho que o momento, de um cerimônia tão linda, não seria o momento de dizer para o Noivo que ele pode fugir,né?! vamos brincar com outras frases mais fofas? Que tal: Quase casados! Falta pouco!…. bjs pessoal!

Deixe uma resposta