O casamento tradicional da Ana Clara e do Mateus

Vestidos simples também combinam com casamento tradicional sim! Os noivos Ana Clara e Mateus, de Minas Gerais, celebraram a sua união em uma cerimônia católica e cheia de amor <3

Você pode nos contar um pouco sobre sua celebração de casamento?
Nossa celebração foi bem tradicional, embora eu e o Mateus tenhamos um estilo mais minimalista. Casamos à noite, na igreja, e nossa festa foi em um clube. Bom, a ordem do casamento era economizar mas sem perder a elegância… Coisa um pouco difícil nos dias de hoje.

Por que você optou por uma cerimônia igual a essa?
Somos católicos e nossa cerimônia foi tradicional, inclusive nas músicas. A única música que não era 100% católica foi “Monte Castelo”, do Legião, na nossa saída. A homilia do Padre foi linda e muito marcante tanto pra nós como para os convidados.

Quanto tempo você levou organizando tudo?
Comecei a organizar meu casamento com cerca de 1 ano de antecedência. Isso foi importante para garantir alguns contratos, como do fotógrafo, por exemplo, bastante requisitado na região. Não me casei na minha cidade (Itajubá-MG), me casei na cidade do meu noivo (Caxambu-MG) então tive muita ajuda da minha sogra! Obrigada, Sogra <3

Como foi a escolha de seu vestido?
Eu vivia olhando vestidos pela internet e o Pinterest sempre foi uma inspiração. Encontrei as meninas d’O Amor é Simples através de algumas pesquisas. Cogitei fazer meu vestido com um estilista na minha cidade, ele entendeu meu estilo mas quis dar o toque dele de uma forma que não gostei muito. Assim, não é porque não sou da família real britânica que não tenho conhecimento de moda. Eu olhava as tendências para 2018 e havia muito tule, vestidos fluidos e bordados 3D, flores e etc. Ele meio que fez pouco caso das minhas preferências… Vieram os vestidos de 2018 e pá! Eu estava certa! Fico ensaiando até hoje para passar no ateliê dele para “dar um toque” (risos… Mas me revoltou!).

Enfim, tirando esse desabafo, o vestido perfeito pra mim foi o Artemis, desde o início! Fiz algumas modificações de acordo com detalhes que me chamaram atenção nas tendências para o ano. Também mandei bordar tanto o meu vestido como o da daminha! Tive a oportunidade de conhecer uma bordadeira na minha cidade que indico pra todas que me perguntam! Ela já é senhorinha, não sai de casa, porém faz tudo num capricho que enche os olhos! Minha mãe e ela também me deram algumas dicas que contribuíram pro meu look final. Obrigada Mãe, obrigada Dona Ditinha!

Para sua festa, houve alguma coisa que você não abrisse mão de jeito nenhum?
Não! O processo de organização foi bem relax nesse sentido. Embora eu e meu noivo – hoje marido – quiséssemos o topo de bolo personalizado (queríamos algo relacionado a trilhas e jeeps, pois gostamos de esportes off-road), acabamos optando pelo tradicional. Ah! Eu não abria mão de um buquê de tulipas, mas acabei tendo de substituir pois haviam me falado que “não tinha tulipas” para aquele semana. Mas a gente tem que lidar com esses imprevistos… Quem sabe terei tulipas nas bodas de prata?

Em que a decoração foi inspirada?
Foi tradicional, embora com um toque mais clean. Optamos por uma paleta que envolvesse laranja, amarelo, rosé e nude/café/bege/marrom. E luzes, muitas luzes, velas e etc.

Qual seria o conselho nº 1 que você dá para suas amigas noivas?
Bom, noivinhas, sejam flexíveis! A gente tem aquele sonho de que seja tudo perfeito nos mínimos detalhes, mas a realidade é diferente. Temos de fazer concessões que muitas vezes não nos agradam! Imprevistos acontecem bem no dia do seu casamento, sim! Estejam preparadas e tentem lidar de forma que não estrague seu casamento, afinal, era pra ser o dia mais feliz da sua vida. O que sai de errado vira risada depois (e feedbacks positivos e negativos para os profissionais contratados e as “bride-to-be”).

Fotos: Roberto Hunger Fotografia

One Reply to “O casamento tradicional da Ana Clara e do Mateus”

  1. Amei! Obrigada meninas! ❤️

Deixe uma resposta